PLANTÃO:
  • Setre defende na Polônia candidatura de Salvador para Mundial de Luta Olímpica
  • Encontro entre Setre e FAB acelera construção do Kartódromo da Bahia
  • 'Agradeço a confiança de Rui Costa', retribui Gomes sobre ida para a Setre
  • Alvaro Gomes o deputado da inclusão social

Mandato

Setor de saúde pede continuidade do Novembro Roxo

27/11/2014

“Os novos deputados não podem deixar esta ideia morrer. Campanha como o Novembro Roxo deve continuar”. O sentimento do presidente do Cremeb (Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia), José Abelardo de Meneses, foi a tônica da Sessão Especial da Assembleia Legislativa, ocorrida na manha desta quarta-feira 26, que celebrou a terceira edição da campanha de prevenção aos cânceres de pênis e próstata no Estado.

 

Agora Lei Estadual nº 19.952/2014, o Novembro Roxo é uma iniciativa do deputado Álvaro Gomes (PCdoB), apresentada no Legislativo baiano em 2012, que utiliza a informação no combate aos elevados índices de neoplasias do pênis e da próstata na região Nordeste.

 

Para uma mesa e uma plateia repletas de personalidades do setor da saúde, além de militares e dos movimentos sociais, o autor da lei falou dos propósitos de sua iniciativa e da satisfação com a receptividade que o Novembro Roxo recebeu da sociedade, notadamente das entidades médicas e das instituições que lidam com a oncologia nas redes públicas e privadas do Estado.

Álvaro Gomes citou dados dessas enfermidades no país e na Bahia, e da utilização da cor roxa na campanha como forma de impactar positivamente no relevante papel de quebrar preconceitos e levar os homens à realização dos exames.

 

Presidente do Cremeb, o médico José Abelardo de Meneses destacou o estigma que os tumores de pênis e próstata provocam ao enfermo, e as dificuldades à família. Meneses, assim como o Hospital Aristides Maltez, tem sido parceiro de primeira ordem do Novembro Roxo nas suas três edições.

 

ESCOLA PRIMÁRIA

 

O anestesiologista elogiou a eficácia da campanha em valer-se da informação como forma de prevenção. “É preciso multiplicar informações para educar os homens para a prevenção. Deve começar na escola primária, mostrando a importância do asseio”, disse.

Vice-diretor do Hospital Aristides Maltez, o médico Cleber Martins Gomes também destacou a estratégia da campanha de levar informação à população como principal forma de prevenção. “Vencer câncer é um ato de educação contínua. E deve começar com a criança, inclusive com o autoconhecimento do corpo. Informação é uma arma-chave”, observou.

 

Oncologista clínico, ele salientou a importância de uma dieta rica em fibras e pobre em gorduras como maneira de prevenir essas doenças. Falou do valor do diagnóstico precoce na busca da cura, e da necessidade de se quebrar preconceitos com a realização do exame de toque retal.

 

Ao mostrar números preocupantes dessas neoplasias no Brasil, o médico salientou que não há expectativa de redução dos casos no país a curto prazo, e que “diagnóstico cedo é a solução”.

 

Cleber Gomes chamou de importantíssima a Lei do Novembro Roxo (Nº 19.952/2014), e convocou os poderes Executivo, Legislativo, escolas e a sociedade organizada a debruçarem-se sobre a questão.

 

ESTIGMA E DOR

 

Representando o Núcleo Assistencial para Pessoas com Câncer, a enfermeira Kátia Baldine elogiou o projeto do deputado e relatou casos tratados pelo Naspec que revelam a dor e o estigma dos portadores desses tumores.

 

Diretora da Sesab (Secretaria Estadual da Saúde), Liliane Mascarenhas observou a importância de Legislativo e Executivo andarem juntos na adoção de medidas que buscam a saúde do homem.

 

Ela foi uma das que mencionaram a relevância de o Novembro Roxo ter continuidade nos próximos anos, assim como o papel das mulheres no combate à resistência masculina em cuidar da saúde.

 

Presidente do Sindsaúde, Inalba Fontenelle ressaltou o valor da campanha do Novembro Roxo e relatou as agruras enfrentadas pelo paciente do tumor e da família. Ela também cobrou maior estrutura do governo na oferta dos exames à população.

 

Fontenelle disse que a marca do mandato de Álvaro Gomes tem sido o diálogo com a sociedade civil na busca de uma saúde pública de melhor qualidade.

 

MITOS DO TOQUE

 

Diretor do Sindimed, o médico Deoclides Cardoso parabenizou o deputado pelo Novembro Roxo, ressalvando que a campanha já traz benefícios aos baianos. Ele observou as dificuldades no convencimento aos homens de fazer o diagnóstico precoce, além de elencar mitos acerca do exame de toque retal.

 

A sessão especial foi encerrada com uma ilustrativa palestra da professora da Faculdade FTC, Eliana Ferraz, que, entre vários outros aspectos, revelou como as questões de gênero interferem na saúde de homens e mulheres.

 

Ferraz falou da necessidade de se estabelecer uma política voltada à saúde masculina, salientando fatores da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem, editada pelo governo federal em 2009.

 

Deputado Álvaro Gomes finalizou a sessão especial agradecendo a presença de todos, e destacando que a luta pela redução nos índices dos tumores de pênis e próstata na Bahia não vai se expirar no próximo dia 31 de janeiro, junto ao mandato parlamentar. “A luta vai continuar”, afirmou.

 

Gilmar Medeiros – Reg. 1535 – SRT-BA.

Ascom – Gabinete.

Home | Quem Somos | Fale Conosco

Portal do Deputado Estadual Álvaro Gomes © 2014 Todos os Direitos Reservados